Precisamos Falar – Setembro Amarelo

Setembro Amarelo é uma campanha de conscientização sobre a prevenção do suicídio, com o objetivo direto de alertar a população a respeito da realidade do suicídio no Brasil e no mundo e suas formas de prevenção. Ocorre no mês de setembro, desde 2014, por meio de identificação de locais públicos e particulares com a cor amarela e ampla divulgação de informações.

Não há nada mais difícil que falar sobre o que estamos passando ou vivendo. Muitas pessoas sofrem em silêncio e não buscam ajuda quando precisam. Elas estão erradas? Não, muitas vezes o medo da rejeição, do preconceito, fazem muitas pessoas sofrerem e morrem caladas.

Quem disse que é fácil falar sobre os transtornos psicológicos que muitas pessoas tem? Não é fácil tratar tantos assuntos da nova vida com as outras pessoas, muitas delas não entendem ou não estão dando a mínima para o que você está passando. Falar é preciso, é libertador e salvador. Não devemos esconder os problemas que enfrentamos no nosso dia a dia, é tanta coisa que vivemos que podemos ficar horas e horas falando sobre o que aconteceu de bom naquele dia. Mas só falar das coisas boas não resolvem nada. Falar de coisa ruim também é necessário, chorar por uma decepção, por um erro, faz parte da vida. 

O setembro amarelo é um meio de mostrar que falar é necessário, desabafar é fundamental para que as pessoas peçam ajuda. Não é fácil saber quando alguém precisa de uma palavra animadora, de um pouco de alegria ou simplesmente a ajuda. O suicídio está cada vez mais frequente no nosso mundo, estima – se que são 32 brasileiros mortos por dia, um número que supera as outras doenças, como aids e câncer.

Eu sofri muito com a ansiedade, fiz uma postagem falando como foi a minha vida durante esse tempo de puro sofrimento e medo. Eu tinha medo de tudo, nunca tive pensamentos suicidas, pelo contrário, eu vivia com o medo de ter algo e morrer. É uma sensação terrível quando se tem medo de tudo, quando você não pode sair de casa por medo, quando você não se diverte, por medo, tudo gira em torno do medo e você acaba adoecendo de verdade. No começo não é fácil falar para as pessoas próximas que você está sofrendo do transtorno, mas é fundamental desde o começo verificar os sintomas e procurar ajuda, seja de alguém que está próximo de você ou de algum profissional. Eu tive o total apoio dos meus pais e do meu marido, no começo só falei com a minha mãe por medo dos dois pensarem que eu estava fazendo aquilo por frescura, como muitos pensam.

Depois da ajuda da minha família, eu busquei uma psicanalista, para resolver o meu problema. Não precisei tomar nenhuma medicação, o único remédio que me ajudou muito foi FALAR, essa é a chave para a solução dos seus problemas e claro para quem tem fé em Deus ou em outros deuses, isso ajudará bastante! Fale, é muito importante desabafar com alguém, comece pela família, se não obter apoio (acho difícil), procure um profissional. Não tenha medo de falar que já foi em um psicólogo ou que está em tratamento com um, você está procurando a cura e a felicidade, coisas fundamentais para quem sofre de todos os transtornos. Depressão, Ansiedade, Suicídio são coisas sérias e que precisam do apoio de todos, é muito importante que todos ajudem de coração.

Contem para mim se vocês já sofreram com algo e não deixem de ler o meu relato sobre a ansiedade e também saber mais sobre o Setembro Amarelo.

Contem comigo! <3

  • É muito bom alguém ter uma iniciativa de incentivar as pessoas a cometerem suicido. Admiro a todos que apoiam o movimento, parabéns! Beijos!

    http://www.entregalaxiasblog.blogspot.com.br

  • Carol, é muito importante esse tipo de conscientização. Acho também que devemos divulgar cada vez mais o CVV (Centro de Valorização a Vida), onde se encontram pessoas capacitadas para ouvir quem necessita!
    Parabéns pelo post!

    • Obrigada! Verdade, precisamos divulgar mesmo, porque não é fácil viver com algo que está deixando sua vida triste. Precisamos incentivar as pessoas à falarem e assim podemos salvar vidas!

  • Daniele

    Eu nunca passei por nada assim, já cheguei até uns ataques de ansiedade mas logo passou. Confesso que eu tenho muito medo de passar por algo porque compreendo a dificuldade que deve ser. Outro dia meu namorado passou por uma situação traumática e passou dois dias sem sair de casa de noite {de dia ele ia trabalhar e o ocorrido foi perto de casa}, fiquei com muito medo que ele desenvolvesse uma síndrome do pânico, ainda mais depois que ele me disse que tava tendo uns picos de ansiedade do nada. Mas graças a Deus foi só um susto mesmo, e como você disse, conversar é muito bom! Eu estimulei isso o maximo que eu pude, porque guardar pra si é sempre pior 🙁

    • É verdade Dani, é horrível viver com medo de tudo, eu tinha crises todos os dias e depois que comecei a conversar com a minha mãe, fui me acalmando. Cheguei a ir para o pronto socorro de madrugada e para o hospital também, chegava lá, os médicos falavam que eu não tinha nada, que estava bem. Eu tinha palpitação, formigamento, falta de ar e sempre achei que estava morrendo, tendo algum problema no coração, mas fiz todos os exames e sou muito saudável. A mente tem poder, não deixe nunca ela tomar conta do seu corpo é a pior coisa que se pode ter, porque depois de um tempo você pode ficar doente mesmo. Fico bem feliz que não tenha desenvolvido nada e também fico feliz que seu namorado esteja bem. Converse sempre com quem ama, isso ajuda a ficar bem sempre. <3

  • Parabéns pelo post! É muito importante divulgarmos essas iniciativas. Todos nós precisamos ter um porto-seguro para desabafar, conversar sobre nossos problemas e saber que é OK pedir ajuda, inclusive para um profissional, e que isso não é ruim. Um beijo grande!

  • Adorei a sua postagem e sua iniciativa de conscientizar as pessoas! É sempre bom desabafar, você se sente mais leve e mais animado de continuar com a vida.

    • É verdade Deivy, desabafar é sempre libertador. Obrigada!

    • É verdade Deivy. Obrigada pelo comentário! ❤

  • Realmente essa campanha é ótima! A gente nunca sabe o que está acontecendo com o coração de outras pessoas e se oferecer para ajudar é uma forma que temos de nos aproximar da pessoa e tentar ajudá-la de algum jeito. Amo essa campanha e deveria acontecer o ano todo, não apenas em Setembro!

    http://www.cerejablack.com

    • Verdade, poderia ter o ano inteiro, iria ajudar muito!

  • Parabéns pela iniciativa de falar de um assunto tão interessante.
    Um grande beijo.

  • Uma iniciativa ótima.
    Todos nós somos frágeis.
    Eu já sofri muito, e já consegui melhorar.
    Conversar é sim, bom apoio.

    • Obrigada, conversar é libertador. Fico feliz que tenha melhorado ❤

  • Essa campanha de conscientização é super importante! Tbm fiz post e até vídeo no canal sobre esse assunto que é super preocupante…
    Adorei seu post… Grande beijo

    • Que legal! Vou dar uma olhadinha! Bia, obrigada e um beijo!

  • Eu sofro de ansiedade há 6 anos já e tem dias que é simplesmente horrível… Mas hoje eu já consigo pedir ajuda à amigos e familiares quando estou mal, e falar realmente é uma ajuda e tanto!

    • Espero muito que você melhore e se possível, procure um especialista, é muito bom!

  • Gabriel Lopes

    Bela postagem, Carol.
    É muito importante esse tipo de campanha, pois às vezes com a correria esquecemos de fazer boas ações que animam o dia alheio.
    Realmente, é difícil dizer o que está acontecendo, mas é preciso buscar ajuda. Eu gosto de tentar ajudar as pessoas quando elas se abrem e contam qual é o problema, uma pena que nem todos fazem o mesmo.
    Tenho que concordar com o que uma colega comentou acima, a campanha devia ser no ano todo, não apenas em um mês único.
    Sinto muito pelo o que você passou, graças a Deus você está melhor agora e que continue assim.
    Gostei bastante do teu blog, lhe desejo todo o sucesso.

    Com amor,
    Gabriel.

    • Obrigada pelo comentário Gabriel, fico muito feliz com sua visita e ainda mais por ser uma pessoa que gosta de ajudar as pessoas que precisam. Precisamos de mais pessoas assim. ❤